quinta-feira, 17 de dezembro de 2009

O Diet e o Light


Uma pergunta aqui nos comentários me levou a pesquisar sobre o assunto, pois para mim, diet ou light era basicamente a mesma coisa, mas não é verdade, vamos juntas entender a diferença...

É fácil confundir diet e light. Por isso, sempre leia os rótulos com atenção para saber qual tipo de produto é mais adequado ao seu perfil.

Não confunda diet e light


Diet e Light nem sempre são sinônimos.

Tecnicamente, existe uma diferença sutil, porém simples de compreender, que pode passar despercebida pelo consumidor - principalmente aquele que não está acostumado a ler os rótulos dos produtos.

“É fácil confundir os dois conceitos”. “Por isso, a leitura dos rótulos dos produtos é fundamental”.


Quem tem restrições nutricionais específicas, deve consumir produtos diet


Um alimento diet é aquele isento de determinado nutriente, como o glúten, o açúcar, o sódio, o colesterol ou a gordura, por exemplo.

São produtos que foram desenvolvidos, em sua essência, para atender a grupos específicos, como as pessoas que vivem com diabetes ou os celíacos (alérgicos a glúten). Por isso, não basta que a inscrição diet venha impressa na embalagem.

É preciso especificar, no rótulo, que substância foi retirada ou substituída na fórmula.

Os produtos com a inscrição diet também podem ser utilizados em dietas de emagrecimento e reeducação alimentar; mas vale lembrar que nem sempre a isenção de uma substância implica em redução de calorias. Vem daí a confusão.

Muita gente interpreta o termo inglês diet, que pode ser entendido como “dietético”, como light.

No entanto, a tradução da palavra é mais ao pé da letra e quer dizer apenas “dieta” mesmo – seja ela para emagrecer, para evitar reações alérgicas (no caso dos celíacos) ou para ajudar no tratamento de doenças metabólicas (como o diabetes).


O light surgiu para o consumidor que se preocupa com a saúde


Já os produtos com a distinção light, que em inglês significa “leve”, não precisam, necessariamente, ter isenção total de certo ingrediente. Basta uma redução de, no mínimo, 25%, indicada na embalagem.

Ao contrário dos alimentos diet, os produtos light não foram desenvolvidos para atender às necessidades nutricionais de determinado grupo. Eles surgiram para suprir a demanda de uma fatia crescente da população, que se preocupa com o bem-estar e a manutenção da saúde.

“Por isso, o light e o diet trilharam caminhos diferentes.

O conceito de light ficou atrelado à qualidade de vida e o de diet, à doença. Mas não é bem assim. Muitos produtos podem ser light e diet ao mesmo tempo e consumidos tanto por quem tem necessidades nutricionais específicas, como por quem quer controlar o peso.


O zero é para quem não é diet, nem light


Os chamados alimentos zero tanto podem ser diet, quanto light – a diferença está no conceito e não nos ingredientes usados na fabricação.

Produtos zero são aqueles destinados aos consumidores que não se identificam nem com o diet, nem com o light, como os adolescentes e os adultos do sexo masculino. Não há nenhuma diferença na fórmula; o que muda é o público.

Por isso, mais uma vez, a dica é jamais esquecer de verificar os rótulos dos produtos antes de comprar.

Gente, dá pra acreditar que eles criaram a coca-cola zero, por exemplo, somente para agradar o público masculino e na realidade não é diferente da light?!

Tudo propaganda e caímos direitinho!

Pasmem!

11 comentários:

Juliana disse...

Nossa que absurdo, o publico masculino não adimitir que tambem se preocupam com a saude!!!

Esses conceitos sempre me confundiam... muito bom esclarecimento!!!!

forte abraço!!!

♥♥♥ Andreiα ♥ Rochα ♥♥♥ disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
♥♥♥ Andreiα ♥ Rochα ♥♥♥ disse...

Muito boa essa informação como já até tinha ouvido falar que por exemplo um chocolate diet tem quase a mesma caloria que o normal ele só não tem açucar mais tem gordura, seria mais indicado para o caso de diabetes, devemos realmente atentar para isso. Beijos!!!

Lindonede disse...

OOOiii D. Nanda, ontem quando passei por aqui para enviar um comentário deu um probleminha na minha conexão mais graças a Deus hoje já voltou. Veja bem, entendi a diferença dos produtos quanto a isso não tinha dúvidas mais como eu sei que existem nutricionistas lhe auxiliando talvez a senhora possa me ajudar. Alguns meses atrás, li numa revista que faz pesquisa sobre os mais variados tipos de produtos e em uma edição falava sobre os produtos light e diet, a pesquisa era pra saber qual produto seria melhor para saúde do consumidor e o resultado foi: como a pesquisa era sobre refrigerantes, disseram que o melhor seria beber a coca-cola normal pois as demais(diet,light ou zero)consta na sua composição um tipo de produto que causa o cancêr. Espero que os químicos lhe auxiliem também. Um beijo e estou aguardando a resposta.

Claudia disse...

Hola Dna Nanda,muy bueno aclare una gran duda...muchas grasias

Luiza disse...

ai,minha cabeca. vai doer...
hj que eu fui comprar as frutas, pois aki em casa dependo de minha mae para as compras do mes e ainda nao fizemos aquela compra. mas a tarefa da agua e das medidas foram e estao sendo cumpridas.
bjs.
=)

gilma disse...

Muito boa essa informação sobre diet e light,valeu.

Priscila disse...

Bom dia, Dna. Nanda.... foi esclarecedor... Muito Obrigada... que Deus abençoe...

Na fé Sempre...

Neli disse...

mi Dios!!!! mucho no entendi...creo q lo voy a buscar en castellano.
Besitos!!!

Roberta disse...

Gostei muito desse artigo!
Informação é muito importante para quem quer uma vida mais saudável!

Bjos

Lisiane Machado disse...

Obrigado pelas informacoes, realmente pra mim sempre pensei que era td igual... kkk ah dna Nanda, pra minha surpresa, to tomando mais de 2 litros de agua por dia!!!! kkkk quem diria!!!!! tb to com os legumes, e frutinhas...beijosss