sexta-feira, 23 de julho de 2010

Você Decidiu...

Cristina não consegue dormir e por mais que tente não consegue parar de pensar nas insinuações de Paulo.

Deitada em sua cama, fica olhando para o teto e os pensamentos não param.

Qual a razão da implicância com Patrícia? Sempre fomos amigas e ele nunca questinou isso...

Será que tem algo errado? Será que ela sabe de alguma coisa e não me contou? cogita Cristina.

Se fosse algo relacionado ao Paulo, será que ele seria tão cara de pau de dizer que a Patrícia não é uma amiga fiel? Com certeza não!

Preciso dormir! Amanhã é dia de acordar cedo! Ela vira de lado na cama e dorme.

******* ******* ******* ******* ******* *******

"E então Paty, o que você resolveu no caso da Cristina? Já contou pra ela?" pergunta Priscila a sua irmã.

" Ainda n ão decidi o que fazer, não sei se vou contar, ela gosta tanto dele e vai sofrer tanto Pri, realmente não sei se devo" responde Patrícia.

"Acho que você não vai ter coragem de contar, já se passou mais de uma semana e nada, talvez seja melhor mesmo esquecer o assunto."

"Não é tão fácil assim Pri, fiquei sabendo que não é a primeira vez que ele faz isso".

"Fala sério Patrícia, me conta tudo!" responde Priscila curiosa.

"Sabe o Carlos?".

"Sei, é o melhor amigo do Paulo".

"Pois é, ele contou para sua namorada, que por sua vez me contou, que o Paulo já saiu com várias meninas, mas diz que ama mesmo a Cristina! Dá pra acreditar!" conta Patrícia com incredulidade estampada no rosto.

"Gente, tô passada Paty!"

"Aparentemente o Paulo tem essa idéia de que a Cristina é a pessoa que ele quer casar, que ele ama e as outras são apenas para ele usar e se divertir."

"É inacreditável, mas muitos rapazes tem essa idéia de "mulher para casar" e "mulher para usar" isso é uma realidade" complementa Priscila com um suspiro triste.

"É revoltante, mas ao mesmo tempo eles encontram muita facilidade. Já no primeiro encontro muitas delas se entregam totalmente!" comenta Patrícia um pouco indignada.

"É verdade, elas se deixam ser usadas."

Neste exato momento o celular de Patrícia começa a tocar e antes de atender olha para sua irmã de forma apreensiva, o que já deixa claro quem está chamando...

"Oi Cris, tudo bem!"

"Oi Paty, queria te perguntar uma coisa" fala Cristina com um tom meio triste em sua voz.

"Pode falar." responde Patrícia com o coração disparado.

"Olha eu nem sei por onde começar, talvez não seja nada, mas estou com a pulga atrás da orelha... Faz alguns dias que o Paulo fez um comentário estranho, ele quer que eu me afaste um pouco de você, não sei qual a razão disso! Você tem algum segredo que não está me contando?" pergunta Cristiana a sua melhor amiga.

"Segredo? Como assim?"pega de surpresa pela pergunta da amiga, Patrícia lança outra pergunta sem saber o que responder...

"Paty, o Paulo insinuou que você não é uma amiga fiel e eu fiquei muito desconfiada com isso. Não sei a razão da implicância dele. Pensei que talvez você soubesse de alguma coisa que não está me contando..."

Nesse momento Patrícia se sente contra a parede, mas apesar da raiva que sente de Paulo, pensa em como sua amiga vai sofrer ao saber da verdade.

"Cris, você sabe que te conto tudo." responde Patrícia sem coragem.

"Okay, eu confio em você amiga. Preciso desligar agora, mas nos falamos mais tarde, beijos!"

"Tá bom, beijos" desliga e olha para sua irmã.

"Priscila, você não vai acreditar no que vou te contar..." Patrícia então conta para sua irmã, o jogo de Paulo.

"Não tive coragem de contar, mas agora tenho certeza de que é a coisa certa! Como posso ser parte disso? Ele não tem caráter!" comenta Patrícia com sua irmã.

"Vou ligar agora mesmo!" fala já pegando o telefone.

"Oi Cris, sou eu, olha me perdoe por não ter falado isso antes, mas a verdade é que eu vi o Paulo beijando uma outra garota, por isso que ele está fazendo esse joguinho!" fala Patrícia para sua amiga em um só fôlego, como se fosse perder a coragem se assim não o fizesse.

"Cris? Cristina? Por favor fale alguma coisa!"

"Falar o quê" responde Cristina e por sua voz, Patrícia percebe que está chorando.

"Amiga, não chore! Não quis falar antes justamente por isso!" fala Patrícia com tristeza na voz.

"Eu esperava mais de você Paty, tenho feito papel de tola e se não fossem pelas insinuações do próprio Paulo, acho que você nunca me contaria... Isso também faz doer ainda mais..."

"Cris, você precisa entender que essa é uma situação muito difícil. Tive receio de fazer você sofrer, de você não acreditar, de perder sua amizade, enfim, é uma decisão difícil!"

"Paty, em uma amizade não são somente flores e momentos felizes. Em uma amizade sincera é preciso existir o zelo de uma pela outra. Nesse zelo, você precisaria ter analisado aquilo que traria menos dor... Primeiro de tudo, saber da verdade por você e não por terceiros. Segundo, saber da verdade sempre, pois com certeza, mais cedo ou mais tarde ela iria se revelar, então, sabê-la o mais cedo possível, não me faria sentir tão usada e tão tola aos olhos de mim mesma e dos outros que também sabem da verdade." explica Cristina com tristeza.

"Me perdoe Cris, você tem razão, eu deveria ter dito antes, mas tive medo da sua reação. O que você vai fazer agora que sabe da verdade?"

"Vou terminar." responde Cristina.

"Pense bem Cris, você o ama tanto, são tantos anos de namoro, se você se precipitar, vai terminar, depois vai se arrepender, vocês vão voltar e eu que vou ficar mal nessa história toda!" fala Patrícia.

"Paty, eu esperava mais de você, do que um comentário como esse! Eu tenho amor próprio e não existe "amor" que me faça ficar com uma pessoa sem caráter, que mentiu e fez o que ele fez. Preciso ser racional e deixar as emoções de lado, sei que vai doer, mas como diz o ditado... "O que arde cura, o que aperta segura!"

Cristina foi fiel às suas palavras, terminou o namoro com Paulo que tentou de tudo para recuperar o amor de Cristina.

Muitos meses depois, Paulo ainda tentava reatar o namoro. Muitos amigos em comum dos dois chegaram a apostar até quando Cristina iria resistir os avanços românticos de Paulo, que enviava flores, chocolates e presentes.

Ninguém ganhou a aposta, pois não acreditaram que Cristina nunca voltaria para Paulo.



******* ******* ******* ******* *******


Epílogo


Cinco Anos Depois...

Estavam as duas amigas à beira da piscina na nova casa de Cristina, aproveitando o sol de verão...

"Cris, eu tô tão feliz por você. É tão bom ver que você e o Eduardo foram feitos um para o outro! E pensar que você perdeu tanto tempo com o Paulo, lembra dele?" fala Patrícia com sua melhor amiga de tantos anos.

"Como poderia esquecer? Foi duro de perdoar e deixar minhas emoções de lado, mas valeu muito a pena! Meu casamento é feliz e amo muito o Eduardo".

"Pois é, vocês se completam! Mas até hoje não entendo como você conseguiu resitir os apelos do Paulo, olha nunca vi alguém insistir tanto, acho que no fundo ele te amava mesmo..." comenta Patrícia.

"Olha, não foi fácil, mas acho que o que mais me fez ficar decidida, foi quando soube que as pessoas, até mesmo meus pais achavam que eu não resistiria e voltaria, acho que a partir daí se tornou uma questão de honra! Eu precisei me amar mais do que amava à ele... Hoje me sinto mais do que feliz da decisão que tomei!"

"Isso tudo foi uma lição pra mim também! Tem momentos que precisamos nos separar das emoções e agir com a cabeça, não é fácil, mas seu exemplo me mostra que vale a pena, ainda mais depois que soube que o Paulo está casado e sempre trai a esposa, olha do que você se livrou?!" fala Patrícia.

"Coitado Paty, com certeza ele não é feliz e nem mesmo sua esposa, evite comentar isso com outras pessoas e vamos orar por eles." responde Cristina com tristeza na voz.

"Você tem razão amiga, nem deveria ter comentado isso com você, talvez no subconsciente tenha pensado que isso te traria algum consolo..."

"De forma alguma Paty, fico triste por eles." responde Cristina pensativa.

"Olha vamos mudar de assunto?! Soube que amanhã os pombinhos viajam de férias!!"

"Pois é vamos aproveitar o verão" responde Cristina já pensando que mais tarde vai precisar arrumar as malas, Humm que delícia... Férias com o meu amor...


FIM




18 comentários:

Tassya disse...

Primeiro Comentario meu nesse blog e o primeiro deste post. Amei a historia, os amigos são aqueles que nos sacodem e nos dizem a verdade mesmo quando ela doi, e as vezes doi muito... Mas cremos que eles são amigos, querem nosso bem... Ainda mais quando é uma amizade cultivada com a fé em Deus, de uma pode somar na vida da outro... Ja estou a mais de 1 horinha aqui bisbilhotando o blog da sra e amei, tudo! Não sou nova na igreja e muitas coisas aqui ditas foram um grande dispertar! Obrigada por deixar seu coração disponivel pra Deus e assim nos ajudar mais e mais. Um beijo carinhoso!

samia disse...

Vi a minha historia escrita agora...Só que infelizmente perdir a amizade ja se passaram 2 anos e nada!
Mais tenho a conciência tranquila que fiz a coisa certa...Um beijo dona Nanda!

Walquiria Rangel disse...

Eu imaginava que isso iria acontecer, que bom que minha sugestão venceu rsrs, eu jamais me perdoaria se omitisse um fato tao importante como esse de uma pessoa que eu amo, e lá na frente isto se repercutisse em sofrimento pra ela... a verdade SEMPRE é o melhor caminho. Afinal, o Senhor Jesus disse que Ele mesmo é a verdade...
bjss wal

ObrSara disse...

Muito bacana dona, o segredo é nao agir com o coração, é dar-se o valor!

Um grande abraço dona! Deus abencoe!

Anônimo disse...

Seria muito bom se todas as pessoas tivessem esta coragem de contar a verdade.
Passei por algo parecido, mas tive que descobri tudo sozinha.
Ops sozinha nao, pois aquele que serve a Deus nunca está sozinho.

Anônimo disse...

Estou passando por uma situação muito parecida com minha amiga.O namorado del não a traiu mas tomou certas atitudes de um muleque.Fiquei com recio de falar com ela,mas tive que fazer.Na verdade impulsionei o que já estava pra acontecer.acho que os dois vão terminar.Me sinto mal pois ele é meu amigo,mas não podia ficar calada diante dessa situação.Espero que ela econtr alguém q a faça muito feliz.

Adriana disse...

Muito bom o final adorei a historia isso nos mostra que a razão por mas difícil que seja tem que prevalecer

se ela tivesse agido pela a emoção o fim dela não teria sido o esperado

um beijão dona nada

Na fé

Dijandira disse...

Se muitos terminassem com o namoro ao saber do carater do companheiro evitaria casamentos infelizes.

Gostei da história, é uma grande lição de vida.

Juliane ~* disse...

Muito boa a história D. Nanda.

Amigos de verdade sempre estão do nosso lado, mesmo em momentos assim e sabem que o melhor para nós é ficar sabendo o que realmente aconteceu.

Se Patrícia tivesse ficado quieta ao ser questionada sobre a verdade, estaria mentindo e assim, indo contra o que o Senhor Jesus prega. Por mais tensa que seja a situação, a verdade deve ser colocada acima de tudo.

Abraços,

Juliane - http://juh-enjoyyourlife.blogspot.com

Núbia Onara disse...

É assim que tem que ser !

Bru disse...

Bomm Dia!

Chorei de felicidade agora! Essa história lembra um pouco da minha.
Vejo como é importante termos pessoas que nos abram os olhos, pena que muitas vezes não cremos. Como foi meu caso, eu não acreditei numa menina e ainda fiquei INDIGNAAAAAAAADAAAA com ela. Mas, tempos depois minha ficha caiu.
Porém, isso só me faz pensar e agradecer a Deus pelo presente que ganhei, meu esposo. Se fosse pensar há anos atrás, nunca maginaria que estaria tão feliz como agora!
Obs.: aí está importância de analisar que se o namoro não vai bem e já acontece tudo isso, imagina quando estiverem casados!?

Adorei está mensagem, é sempre importante lembrar de onde Deus nós tirou!!!!

Bjsss

Andréia Costa disse...

Olá Dna Nanda!!
Primeiro me desculpe pelo erro que escrevi que acabei não percebendo, que te chamei de "Nanada" eu iria escrever Dna Nanda.

Bom, Adorei o final da história, o que eu achei súper legal foi o pensamento de Cristina, que é súper madura e o melhor ainda que ama a si mesma, isso é súper importante!

Eu dei a minha opinião baseada na vida da minha amiga, que não se ama, infelizmente, o seu namorado deixava ela em casa e saía com os amigos sem dar a mínina pra ela e todos nós alertávamos à isso e ela dizia que iria correr atrás dele.

Eu dei vários conselhos mas nada adiantou e era contra minha opinião.

Agora, se ela fosse igual a Cristina, certamente como 2 e 2 são 4 eu contaria sem sombra de dúvidas.

Agora a minha amiga está casada com ele e está grávida. Ninguém tá feliz com isso, principalmente a mãe dela que está com um olhar abatido de infelicidade. Não foi por falta de conselhos mas infelizmente ela não se ama e está doente por ele.

Agora as pessoas ficam falando que ela vai cuidar do filho e ele vai pra gandaia deixando ela sozinha cuidando do filho em casa.

Infelizmente ele teve essa escolha.

Quem dera se ela tivesse o mesmo final feliz da Cristina.

Bom Dna Nanda, fica aqui a minha opinião.

Tenha um ótimo dia abençoado e que Deus te abençõe e lhe USE cada vez mais como tem usado muito bem!

Beijos e beijos!!!!!!!!

Jéssika Paiva disse...

Nossa, a história ficou linda!É um exemplo de vida para todas nós.
Espero que Deus dê a senhora mais inspirações como essas,há! e queremos participar novamente.

Beijos!

valdenia silva disse...

muinto legal e um caso que pode acontecer com qualquer mulher cabe a nos ficamos atentas e nao nos deixar levar pelo emoçao e sim pela razao.bjao

Genilda Silva disse...

Gostei da história, retrata a vida de muitas jovens. Uma insistem em se enganar e acham que o tempo vai mudar as coisas.
Imagine se a garota depois de saber a verdade insistisse nesse relacionamento já falido? Teria com certeza uma vida de sofrimento.
Se um rapaz não é fiel no namoro, imagine quando casar???
http://princesas-de-deus.blogspot.com/

Cissa... disse...

Ameeeeei o final realmente é o que deveria acontecer sempre, temos que conhecer sempre o máximo possivel daquele com quem pretendemos casar,pois é pra isso que serve o namoro mesmo né?!! e outra amizade é rara e quando se tem uma de verdade vale um tesouro. Muito legal mesmo!!!
Uma ótima semana dona Nanda!

Marg disse...

Olá dn. nanda, Olha essa história é meu testemunho pois como a Cris eu tbm viví essa cituação, de ter q terminar um relacionamento que não era o melhor pra mim, não foi fácil, mas tinha certeza que era o que Deus queria e isso me deu força pra terminar, e ser firme nas investidas do ex, eu sabia que Deus tinha a pessoa certa pra me, e ele tinha!!! hoje sou casada há 11 anos com um homem de Deus maravilhoso e sou muito feliz, e penso que se eu não fosse firme na minha descisão de terminar, hoje não seria tão feliz com meu verdadeiro amor dado por Deus, teria atrapalhado o plano de Deus na minha vida... e com certeza não teria encontrado a pessoa certa, fica aqui meu conselho pra quem estar num relacionamento duvidoso, com uma pessoa que não quer nada com Deus, se ele não é fiel a Deus cm vai ser a vc, pense em quantas mulheres estão dentro da igreja sofrendo lutando pelos seus maridos que não se importa com elas as trai sem nenhuma consideração, elas vão ter sua vitória pois estão lutando com Deus. mas vc que estar namorando tem o privilégio de escolher um homem de Deus pra não passar por isso, não se deixe levar pelo coração e sim pela razão e Deus vai te fazer tão feliz quanto ele fez a Cris a personagem da história e tem feito e a mim. beijo a todas!

Shirley disse...

Realmente, esse ditado diz tudo... "O que arde cura, o que aperta segura!"
Que Deus abençoe a sra Dn Nanda.