segunda-feira, 9 de novembro de 2009

Já pensou nisso?


Imagine que é uma típica tarde de sexta-feira e você está
dirigindo em direção à sua casa.Você sintoniza o rádio e ouve que já morreram 30,000 pessoas de uma gripe, até então, totalmente desconhecida.

Enfim, a notícia se espalha pelo mundo. Estão chamando a doença de " La Influenza Misteriosa ", e todos se perguntam: Que faremos para controlá-la?

As informações dizem que, quando você contrai o vírus, é questão de uma semana de vida. Em seguida, as pessoas têm 4 dias de sintomas horríveis e morrem.

De repente, vem a notícia esperada: conseguiram decifrar o código de DNA do vírus. É possível fabricar o antídoto! É preciso, para isso, conseguir sangue de alguém que não tenha sido infectado pelo vírus.

Corre por todo o mundo, a notícia de que as pessoas devem ir aos hospitais fazer análise de seu sangue e doar para a fabricação do antídoto.

Você vai de voluntário com toda sua família, juntamente com alguns vizinhos, perguntando-se, o que acontecerá.

Será este o final do mundo?

De repente, o médico sai gritando um nome que leu em seu caderno. O menor dos seus filhos está ao seu lado, se agarra na sua jaqueta, e lhe diz:
Pai? Esse é meu nome!

E antes que você possa raciocinar, estão levando seu filho, e você grita:
"Esperem!"

E eles respondem:

"O sangue de seu filho é perfeito, está limpo puro, o antídoto finalmente poderá ser fabricado.
Não imaginávamos que o doador seria uma criança e precisamos que o senhor assine uma autorização para usarmos o sangue de seu filho."

Quando você está lendo, percebe que não colocaram a quantidade de sangue que vão usar, e pergunta:

"Mas, qual a quantidade de sangue que vão usar?"

O sorriso do médico desaparece e ele responde:
- "Não pensávamos que fosse uma criança. Não estávamos preparados...Precisamos de todo o sangue de seu filho..."Você não pode acreditar no que ouve e trata de contestar:"Mas...mas..."

O médico insiste:

-"O senhor não compreende? Estamos falando da cura para o mundo inteiro! Por favor, assine! Nós precisamos de todo o sangue!"

Você, então, pergunta:-"Mas vocês não podem fazer-lhe uma transfusão?"E vem a resposta:"Se tivéssemos sangue puro, poderíamos. Assine! Por favor, assine!” Em silêncio, e sem ao menos poder sentir a caneta na mão, você assina.

Perguntam-lhe: -"Quer ver seu filho agora?"
Ele caminha na direção da sala de emergência onde se encontra seu filho, que está sentado na cama, e ele diz: -"Papai!? Mamãe!? O que está acontecendo?"

O pai segura na mão dele e fala: -"Filho, sua mãe e eu lhe amamos muito e jamais permitiríamos que lhe acontecesse algo que não fosse necessário, você entende?”

O médico regressa e diz:-"Sinto muito senhor, precisamos começar, gente do mundo inteiro está morrendo, o senhor pode sair?"

Nisso, seu filho pergunta: -"Papai? Mamãe? Por que vocês estão me abandonando?"

E na semana seguinte, quando fazem uma cerimônia para honrar o seu filho, algumas pessoas ficam em casa dormindo, e outras não vêm, porque preferem fazer um passeio ou assistir um jogo de futebol na TV.

Outras até aparecem, mas como se realmente não estivessem se importando.

Aí você tem vontade de parar e gritar:

- MEU FILHO MORREU POR VOCÊS!!! NÃO SE IMPORTAM COM ISSO?


Recebi esse e-mail e achei muito forte! Conseguem ver a semelhança?

A Santa Ceia, que muitos desprezam simboliza essa cerimônia e mais! Ela nos traz benefícios. Nos limpa de nossos pecados, nos renova...

Já pensou nisso?



8 comentários:

Luiza disse...

Incrível como tem pessoas que não dão valor a tão sublime e maravilhoso sacrifício feito por nós. Preferem ser egoístas e pensam no próprio futuro, sendo que o futuro depende de Deus.

Lilian C. Sobral disse...

Puxa vida D. Nanda... Essa mensagem é estremamente forte. Vou levá-la lá pra Igreja pra ler com os jovens... Não apenas a Santa Ceia, mas qdo deixamos de fazer o q Deus nos pede, estamos desprezando Aquele que renunciou Seu próprio Filho!

Abraços e na fé!

Paully Santos disse...

Simplesmente: muito forte!
Cheguei até a chorar; "Senhor ensina-me a ti honrar como o senhor mereçe ser honrado".
www.paullysantos.blogspot.com

cris disse...

Muito Forte!!!

Jeanine disse...

Muito forte D. Nanda!
Muitas pessoas desprezam a Santa Ceia como se fosse apenas algo 'normal',que se não participar hoje amanhã terá outra e por ai vai,mas o amanhã já pode ser tarde de mais!
Imagino o quão triste Deus fica vendo seus servos não se importando com o Sacrifício de Seu Filho!
Beijinhus na fé!

Bárbara disse...

Oi, Nanda.
Eu gostaria de saber se existe alguma situação em que o crente não deve tomar a ceia.

Bárbara

Carol Galter disse...

Muito forte esse email.

Paula Susane disse...

Nunca tinha analisado dessa forma.
Vou repassar aos meu amigos.
Obrigada!