segunda-feira, 23 de novembro de 2009

Franciele


Era chamada para o altar, mas sempre resistia a este chamado, sempre busquei me dedicar ao máximo na obra de Deus como obreira, atendendo incansavelmente o povo, limpando a igreja, fazendo núcleo, enfim, sempre buscando ao máximo aprimorar a minha vida com Deus.

Por diversas vezes homens de Deus me perguntaram se queria ser esposa de Pastor, via minhas colegas comentando sobre seus sonhos e de como seria maravilhoso ser esposa, etc. Sempre admirei as mulheres de Deus (esposas) pela sua entrega e amor, mas dizia simplesmente: me casarei com um homem de Deus.

Dentro de mim nem imaginava os planos de Deus, provavelmente me casaria com um obreiro de Fe, mas deixei literalmente Deus decidir o meu futuro, as obreiras até achavam engraçado, pois eu, na minha época, no meu círculo de amizades, era a única que não declarava este sonho e até resistia um pouco à idéia.

Fiz faculdade de relações internacionais, estudava 3 línguas, trabalhava em uma empresa muito bacana no departamento de exportações, ganhava um bom salário, tinha meu carro e, é claro, ia praticamente todos os dias a igreja e SERVIA com amor, pois TUDO que eu tinha havia sido dado por Deus.

De repente, um dia após falar com Deus por diversas vezes que ainda que esperasse mais 10 anos para casar e conhecer um homem de Deus, pois no mundo havia sido enganada e não aceitava que isso me acontecesse na igreja, um pastor usado por Deus comentou que conhecia um pastor de Deus que se encaixaria comigo.

Meu Deus, comigo!!! Mas eu nem estava preocupada com a minha vida sentimental, nunca havia imaginado casar com um pastor, que susto! Disse que deveria ser outra obreira (que possuía o mesmo nome que o meu) e ele respondeu: Obreira, existem três coisas que não voltam a trás: a palavra proferida, a flecha lançada e a oportunidade perdida! Ai, aquilo foi forte...

Orei, estávamos vivendo a campanha da Fogueira Santa de Israel de Abraão, como esta que vivemos agora, e recebemos um livro do Bispo Macedo - A Fé de Abraão. Lia com muita sede e as frases se seguiam – “Sai da tua terra, da tua parentela e da casa de teu pai e vai para a terra que te mostrarei”- e eu rebatia:- o que meus pais irão pensar.
Mas a voz de Deus ecoava dentro de mim com muita força, e seguia. Deus pediu a Abraão o seu filho, único filho, que ele amava, Isaque... Ainda que a pessoa tenha um suposto futuro promissor... etc.
E eu na minha ignorância, será que é isso que Deus quer para mim, eu sou tão pequena, será ?? Será?? E a cartada final: Quando servimos a Deus de TODO o nosso coração e entendimento, ainda que nossa decisão seja errada, Deus fará dar certo. Xeque Mate! Epa, é comigo mesmo!

Confesso que tive medo, mas Deus falava comigo, Não temas Eu sou contigo, confesso que fiquei perplexa, aí lembrava que havia um bem maior, algo que se preocupar, pois Jesus está voltando e a única coisa que vale a pena é conservar a nossa salvação e SALVAR!!

Deus me pediu os meus sonhos, meu futuro, meu Isaque, minha vida como oferta viva no altar e eu Lhe dei, e daria um zilhão de vezes mais, pois todos os dias em que continuo servindo, atendendo incansavelmente o povo, limpando a igreja e muitas outras coisas que Deus tem me confiado no altar, sei que verdadeiramente ouvi a voz de Deus e sou muito feliz e abençoada por isso. Resolvi sonhar os sonhos de Deus e deixar ELE ser o Senhor da minha vida.

Jurei, por mim mesmo, diz o Senhor, porquanto fizeste isso e não me negaste teu único filho, que deveras te abençoarei e certamente multiplicarei a tua descendência... (Gn 22.16,17)

Na fe de Abraão,
Franciele

11 comentários:

Jessica Alves disse...

Poxa Dna. Fran, mto forte,o principio da história da sra é como o meu, as minhas amigas obreiras sempre tiveram certeza em relação ao altar, e eu nunca me imaginei nele, poxa eu esposa de Pr? Mas eu tbm decidi sonhar os sonhos de DEUS, e seja no atrio ou no altar irei servi-lo, e o Seu nome será glorificado!

Nesta Fogueira Santa não farei pedido algum, pois os planos de DEUS serão estabelecidos em minha vida e não os meus!

Grande Beijo!

Vai Arrebentar!!!

Carol disse...

Muito forte!

Fer disse...

Poxaaaa...
meu coraçao ate doeu...
as vezes sinto q ando fugindo do meu chamado por decepçoes...toda vez q leio um artigo,algo sobre o altar meu coraçao ardeee...
Mas vamos para decisao...

Anônimo disse...

Dona Franciele,muito forte o seu testemunho.Me identifiquei tanto com a senhora,pois também sou formada em Relações Internacionais,falo 3 idiomas e o meu maior sonho é ser diplomata...mas Deus está me pedindo esse sonho,e estou disposta a obedecer e colocar tudo no altar!Ontem mesmo estava conversando com uma amiga e disse sobre os sonhos de Deus para nossa vida e eu lhe disse:"Quando cuidamos do sonho de Deus,Ele cuida do nosso"!Estou nesta fé!
Um beijo imenso,
Kátia

Nascida para o Altar disse...

EU DAREI O MEU ISAQUE E DEUS ME DARÁ JESUS,ou seja,tudo por tudo.
"Eu jurei eu jurei,por mim mesmo eu jurei,deverás te abençoarei no MONTE MORIÁ.Na Fé Abraãmica.Obr.Raysa,os meus sonhos pelo sonho de DEUS.

Orlanda disse...

Nossa, esse testemunho é totalmente quando conheci também meu marido! foi axatamente assim sem tirar nem por, também foi em uma fogueira santa, quando connheci meu marido! quando a coisa é de Deus não adianta deixar de perder as oportunidades! eu também falei: mais não sou eu ele já deve ter namorada ou algum compromisso.... afinal era o meu amado o valor do meu sacrifico!um abraço para todas.

amiga na fé disse...

Oi!
Dona Fran e Dona Nanda.
Eu sempre digo que não quero ser esposa, que não tem esse "desejo"
Nem me vejo como uma.
Que eu não tenho um chamado para o altar.
Eu quero me casar com um obreiro(homem de Deus é claro) e ao lado dele ganhar muitas almas.
Mas sabe de uma coisa, não sei o que Deus tem pra minha vida.
Minha fogueira vai voltada pra isso.
Que Deus faça o querer dele e não o meu.
Beijos
Deus abençoe os seus ministerios.

Sandra Regina disse...

Querida Dna Franciele,

Aqui é a obreira Sandra, amei seu testemunho, amo a sra em Cristo - agradeço a DEUS a oportunidade de poder conviver com a sra - enquanto DEUS permitir né? Um grande abraço e que DEUS abençoe cada vez o ministério da sra e de seu esposo!

Anônimo disse...

Muito bacana Dona Franciele!

Que nós todas, sempre estejemos prontas para o que o Senhor requerer de nós.

Bjs
Na fé.

Gabriela Pinheiro disse...

OLÁ!
NOSSA É INCRIVEL AS VEZES A GENTE PENSA QUE NÃO PODEM EXISTIR HISTÓRIAS IGUAIS.... SEU TESTEMUNHO É MUITO PARECIDO COM O QUE ESTOU PASSANDO AGORA.... TÁ LIGADO! EU VEJO DEUS NESSAS PALAVRAS. EIS-ME AKI. NA FÉ, GABRIELA PINHEIRO.

Giovana Cehvalier disse...

Que lindo Dona Fran! o que mais me admirou na sua história com relação a fazer a obra de Deus no altar é que você não foi movida pelo seu Desejo de fazer a obra, pois assim como um dia temos vontade, no outro podemos ter vontade de deixar! Mas no caso da senhora não tinha como dar errado, pois sua atitude foi movida pelo chamado de Deus. Muito inspirador o seu testemunho.
Também na fé de abraão, Giovana.