terça-feira, 4 de agosto de 2009

Poxa!

-Poxa, mais um! Assim não dá! Hoje parece que não tem ninguém que fale Inglês aqui nesse hospital! Penso caladinha e olho ao meu redor enquanto Hendrina conversa em Oshivambo(uma das línguas faladas aqui na Namíbia) com a senhora na cama…

Vou até outra cama e a senhora não me entende, só fala Afrikans(mais outra língua), chamo a Charlene para conversar com ela.

Me sentia impaciente, como posso ir embora sem falar com ninguém!

Olho para os jornais na minha mão e decido ir sozinha buscar uma pessoa que fale Inglês, geralmente, vamos de duas em duas, mas nesse dia não podia aceitar sair dali sem falar com ninguém e estavam todas ocupadas!!

Coloco um sorriso no rosto, olho nos olhos das enfermeiras, como se conhecesse muito bem o lugar e entro em uma nova ala, com toda segurança, como se passase por ali todos os dias…

Por dentro… “Ai Meu Deus, se as enfermeiras encrencarem comigo tô perdida!”

Ainda que tenhamos acesso ao hospital, já haviam me dito que outras já tinham sido praticamente expulsas por uma médica e às vezes as enfermeiras também implicam.

Entro em um quarto antes que a enfermeira venha atrás de mim.

_”Como vai o senhor? Fala ingles?” Ele responde que sim e respiro aliviada.

Ele me recebe muito bem, conversamos um pouco, me diz que tinha sido picado por uma cobra, me mostra sua perna muito inchada e toda verde!

Me diz de onde é, uma cidade bem longe por sinal e me conta toda sua história, como tudo aconteceu e o que os médicos falam da situação dele.

Oro por ele, lhe dou o jornal, falo de Jesus, da igreja, tudo sem forçar e me despeço.

Pulo rapidinho para o outro quarto, entro ainda olhando pra trás pensando na enfermeira... Quando olho pra cama, arregalo os olhos e coloco meu famoso sorriso congelado no rosto. Me sinto uma idiota e quase choro…

Um senhor todo enfaixado pernas e braços. No rosto, onde não estava enfaixado, tinha queimaduras muito feias e cortes enormes com pontos, tinha muitas dores e por isso nem consigo conversar direito com ele, deixo o jornal na mesinha ao lado da cama, oro por ele e saio cabisbaixa.

No corredor, vejo a Ruth vindo na minha direção, faço um sinal disfarçado pra me seguir e entro no quarto no final do corredor e dessa vez quando olho pra cama me assusto...!

Em breve a parte final...

7 comentários:

Josemária Carvalho disse...

Amo seu blog !o bom é que podemos conhecer um pouco do trabalho da IURD na África.Estou ansiosa pelo próximo post .

Que Deus venha usa-la grandimente nesse lugar.

Um forte abraço D.Nanda.

Jéssica Souza disse...

Fiquei curiosa Dna.Nanda!!!
Espero pelo proximo post!!
Que DEus continue abençoando o trabalho ai em Namibia..
meu sonho é poder fazer a obra na Africa, deve ser muito sacrifcante, mas também deve sergratificante ver as pessoas se convertendo!
Um beijo para a sra!

Luana Peruzzo disse...

aii dona Fernanda!! a sra me deixou curiosaaa, muito curiosa... ele estava de pé né? ou ele estava sentado? ou sem as faixas? só sei que algo maravilhoso deve ter acontecido!
bjinhoss
tô ligada aqui! :)

Lilian C. Sobral disse...

Foi pra isso que Deus nos chamou. Ao ver pessoas que sofrem tanto, vemos a honra que temos de estarmos perfeitamente bem e podermos ser usadas por Ele! Deus a abençoe, D. Nanda! Aguardo a continuação!

Jeanine disse...

Olá D. Nanda!
Nas evangelizações não só nos hospitais mas em todo lugar vemos pessoas tão sofridas,doentes e de imediato ficamos tristes,mas na mesma hora vemos ali uma oportunidade para glorificar o nome de Jesus e é pra isso mesmo que Ele nos coloca diante dessas pessoas!
Fiquei muito curiosa (kkk) estou aguardando o próximo post!
Beijinhus na fé!

Marcella Fonseca disse...

Ai Nanda q maldade!!! KKK!!! Quem e q estava na cama? LOL!!!
Conta, conta!!!!

Serio agora...e muito forte falar de Jesus para pessoas no hospital, algumas estao abandonadas pela familia, totalmente sem direcao, a beira da morte...
Que Deus te use cada vez mais por onde vc for Nanda!
Bjos
Cella

Isabel disse...

Que linda vc Nanda!
Deus te abençoe muito!

Aguardo o proximo post!