segunda-feira, 19 de abril de 2010

O rótulo



Um dia desses, estava com um grupo de amigos, quando a gozação se iniciou e alguém se tornou o centro das atenções...

"Outro dia ela foi no estacionamento e perdeu o cartão, pra ela isso é normal"kkkk todos caíram na risada.

"E no dia que ela fez aquilo..." kkkk e mais uma vez todos caíram na risada.

Naquele momento me senti mal e parei de achar graça, me coloquei no lugar daquela pessoa, pensei em meus defeitos e falhas sendo expostos daquela forma e de como me sentiria.

Muitas vezes rotulamos as pessoas...

"Ela é muito esquecida!"

"Ela é muito bagunceira!"

"Ela é muito tímida!"

"Ela é uma cabe ça de vento!"

Sei que não é fácil não fazer isso, pois certas coisas realmente são muito evidentes e frequentes no caráter de uma pessoa, mas será que isso ajuda?

Será que ficar martelando nos defeitos e falhas dela vai ajudá-la?

Será que vai fazê-la mudar?

Será que estas acusações vão levantá-la e motivá-la ou vão derrubá-la?

Será que vai fazê-la abrir os olhos e enxergar que precisa mudar?

Resposta:

Não sei!

Talvez dependa da pessoa, mas acho que um pouco de cuidado é necessário ao lidar com falhas e defeitos de alguém...

Vamos pensar nisso.



18 comentários:

Lilian C. Sobral disse...

Às vezes se torna chato. Muito chato. Isso porque nem todo mundo sabe a hora de parar com a brincadeira! =/

Eu sempre fui um pouco desastrada, esquecida, etc. etc. Sei q são defeitos q tenho q mudar e não posso me acomodar com eles. Hoje até brinco quando as pessoas brincam sobre isso, mas a questão é que nem sempre estamos 100% 'up'! E essa mania que as pessoas tem me despertam outro defeito bem chatinho q tbm reconheço ter q mudar em mim: mania de 'meter o dedo na ferida' quando eles não entendem a hora de parar. Estou errada quando digo isso, mas digo nessas horas: 'meu defeito é esquecer algumas coisas, ser um pouco desastrada, mas se for por numa balança esses defeitos e distúrbios de caráter...'. É chato. Até porque começa numa brincadeira, mas quem ouve nos taxa dessa forma.

Ainda tenho muitas falhas, mas me esforço por ser responsável em tudo o q faço e sei o quanto as pessoas passam a desejar trabalhar com você quando se faz as coisas com empenho. E isso, as atitudes, se tornam o oposto do 'rótulo'. A responsabilidade e capacidade adquirida se tornam num peso bem maior q o 'rótulo'. O 'rótulo', no final das contas, para a maioria dos q rotulam, é a necessidade que esses tem de por pra baixo alguém que, apesar de parecer falho e incapaz, tem conquistado. Por isso estou relevando. Brinco e me afasto pra não abrir a ferida de ninguém. Não pagar mal por mal.

O importante pe que tenhamos a noção de q podemos brincar com alguém, isso é até natural qdo se tem afinidade. Mas insistir na falha de alguém é um hábito, no mínimo, repugnante. Considere-se também imperfeito e assim nunca mais insistirá nas falhas de ninguém!

Natassia Souza disse...

eh verdade, d. Nanda... as vezes nem nos damos conta de que estamos magoando alguem ao fazer piadinhas sobre o comportamento dela... Nao fica bem para pessoas de Deus ficar zombando dos outros...

Beijinhos,

Na fe...

Guto e Josi disse...

Palavra lançada é palavra ingerida. Temos de vigiar e orar pois uma palavra tem poder de machucar e de exaltar pessoas!

http://gutoejosibrich.blogspot.com/

Patrícia Duarte disse...

Olá Dona Nanda!
A palavra tem poder né, e vida também, por isso é muito importante vigiarmos o que sai da nossa boca.
Eu vejo muito isso entre os jovens. Há hora de brincar e hora de falar sério, o problema é que as pessoas não sabem colocar o limite, onde começa a brincadeira e onde ela deve parar. Eu gosto de brincar, mas tudo com muito respeito e saudavelmente. Acho que assim deve ser e agindo assim evitamos magoar alguém.
Deus abençoe a senhora e toda sua família!

Patrícia, na Fé!!

http://patrycyaduarte.blogspot.com/

Anônimo disse...

Todos nós temos defeito, e nós ja sabemos deles e as vezes temos dificuldade de mudar, mas ver as pessoas que gostamos e confiamos, ressaltando ainda mais esse defeito, é constrangedor e ruim, é bom evitar.
Bjus
Carol

Anônimo disse...

É verdade dona Nanda, ás vezes colocamos as pessoas em situações constrangedoras e eu acho que isso não ajuda não, eu já fiz isso algumas vezes, no momento em que estão muitas pessoas reunidas vc acaba deixando ser levar e ri da outra pessoa, mas depois sempre me entristeço com o que fiz, penso se fosse eu como iria me sentir. É uma coisa que tenho procurado vigiar em mim, para ajudar não precisamos expor ninguém à chacota, e sim quando tiver uma oportunidade e a pessoa der uma brecha conversar e orientar, acredito que essa seja a melhor forma.

Beijinhos

Fernanda- São Paulo- Brasil

Anônimo disse...

Olá Dona Nanda!

É verdade nunca devemos apontar os defeitos dos outros, pois as vezes aquela pessoa que está sendo julgada , tem trabalhado em cima de seu defeito para mudar! Como aconteceu comigo! Estavamos reúnidos ( eu e alguns colegas) , quando começaram todos a rir de mim, acentuado meus defeitos... e colocando n apelidos como carretél, bubina, etc ... mal sabiam eles que eu estava até fazendo um propósito com Deus para mudar o meu jeito!

Por isso meninas , reflitam antes de falar dos outros...diz a biblia que temos o dever de refreiar a língua e que de nossa boca deve sair palavras para edificar e não palavras nécias!!!

Bjão Dna Nanda!!!


Eu precisoo muuuitoo de uma orientação da Sra. teria como me informar seu e-mail ?

O meu é : jdiscipula19@hotmail.com

Te amo amiga de todas as horas!!

akira disse...

Eh, todos nos temos falhas, defeitos, erros.
Quem e perfeito?
Temos e que nos esforcar a corrigir as nossas falhas. E ajudar na medida do possivel o proximo.

Bjs, Akira,Namibia

Paully Santos disse...

D.Nanda o que chama a atenção é que sempre rotulamos as pessoas com os defeitos que ela apresenta.
Por que não chamamos a pessoa pela qualidade; ou seja:
Lá vem a mulher sábia;
Oi virtuosa;
Olha lá a mulher de Deus;
Nossa! Ela é muito responsavel.
... Entre outras.
Precisamos identificar as virtudes das pessoas, ao invés de insistir nos defeitos das mesmas.

Bjos: Paully Santos

Anônimo disse...

é Dona Nanda.
Estava aqui meditando.
As vezes minha mãe é um "pouco" esquecida.
Coloca as coisas no lugar, e depois não sabe aonde colocou.
Eu procuro ter paciência sempre.
Mas as vezes me irrita.
Porque não gosto de falar duas vezes a mesma coisa.
Eu acabo falando mãe porque você sempre esqueci, ou faz isso.
Lembro ela que já expliquei.
Mas sabe de uma coisa, será que jesus agiria assim...
creio que não, porque ele poderia apontar os defeitos de cada discipulo , mas não fazia isso.
Ele procurava ensina-los com amor.
Com respeito a minha mãe, vou mudar minha atitude com ela.
Se tiver que falar aonde esta a chave, ou o tênis ou sei lá que ela acabou de esquecer aonde esta vou falar.
Mas com amor, porque JESUS me ensina e me ensinou com amor..
Obrigadu
Deus abençõe a senhora grandemente
Ass: Lú na fé sempre

Andressa Antunes disse...

Todo dia é assim.
Gente falando dos meus defeitos.
Sei que o diabo usa certas pessoas para me colocar pra baixo, só que estou tirando vantagem, isso até têm me ajudado de uma certa forma.
Uns dizem brincando, e eu caio na risada também. Mas quando começam a gritar pra todo mundo ouvir, e falar de mim como se fosse a pior pessoa do mundo, incomoda muito.
Porém, eu sei que devo suportar os defeitos dos outros também.
E não é nada fácil, mas o nascido de Deus vence o mundo.
na fé.

Anônimo disse...

As vezes as pessoas fazem isso,para não ver seus próprios problemas.é uma pena.

Mila Namibia disse...

Esse julgamento as vezes não é só por palavras mas é também no sentimento que temos, taxamos a pessoa naquilo que julgamos e nem damos chance pra ela provar o contrário, é muito ruim fazer isso com alguém e é pior ainda quando é feito connosco...

Anônimo disse...

Oi...
Olha amo seu blog, leio quase tudo, digo quase porque as vezes o tempo é pouco, mais sempre tiro boas lições...e lendo esse artigo, eu tenho a resposta pra mim, fazer esse tipo de "pressão" não me ajuda. Sempre fui muito organizada, egosto de tudo no lugar, porém de unstempo pracá comecei a ficar esqueida, esquecia onde deixava as coisas, e senhas e tudo mais,isso foi deixando minha vida um pouco enrolada, meu marido querendo me ajudar começou a appntar meus esuqecimentos e criticá-los, dizendo que não podia aceitar e etc...Isso só fez com que as coisas piorassem cada vez esquecia mais, foi horrive. Conversei com ele e então ele mudou a atitudo...Ainda não estou 100% mais estou cada vez menos esquecida....Desculpe escrever tanto só gostaria de contar minha experência...
Beijinhos

Priscilla disse...

É verdade!As vezes a pessoa até da risada, mais dentro dela, ela está se sentindo péssima!!!Pensado: Poxa, estão todos rindo de mim, que feio! Todos temos defeitos...eu,por exemplo, tenho problema sério com horário!! Sei que isso não é bom e eu venho lutando para vencer isso!!!Quando alguem comenta,me sinto mal, pois sei que é uma brincadeira,mais lá no fundo,tem uma verdade nas palavras. Tenho procurado mudar, e vou mudar!

Débora disse...

É mesmo dona Nanda, às vezes criamos uma imagem de uma pessoa sem nem mesmo conhecê-la. Temos que ter mais cuidado com isso.

Jardene disse...

É verdade nos temos que vigiar a cada momento o que sai de nossa boca, nós nunca devemos aponta o dedo para ninguém, quem somos nós pra julgar, nem DEUS que é puro, apontou o dedo. A palavra de DEUS tem vida e poder para transformar as pessoas.

Cintia Marques de Nóbrega disse...

Dona Nanda, vou procurar observar estas situações e agir da forma correta, me colocando na posição da pessoa, ou seja, vou procurar agir da forma como gostaria que agissem comigo quanto aos meus defeitos.